Por aí: Aruba, uma ilha feliz =)

Em minha primeira “Por aí”, vou dar uma dica de paraíso!

Em mais uma das muitas (todas) tardes atribuladas no trabalho, recebi uma mensagem instantânea de uma amiga dizendo: “preciso de férias!”. E quem não se identifica com essas palavras que atire a 1ª pedra! Foi aí então, que recebi uma proposta indecorosa: marcar férias para o próximo mês, assim sem pensar, correndo mesmo. Mas, pra onde?

Em algumas horas demos uma ‘googada’ nos principais sites de viagens, rodamos o globo e colocamos a pontinha do dedo… no Caribe! Coisa de sonho, daquelas que a gente só vê em filmes e álbuns de fotografia de amigos ricos. Sendo assim, logo pensei: ‘essa ideia vai murchar’.

Mas a loucura deu lugar às planilhas e guias de viagens. Ela pesquisou passagens e hotéis e eu, os roteiros dos passeios. #amomuito

Destinos escolhidos (quem vai à Aruba emenda com Curaçao, né? Logo ali!), passagens compradas, pontos turísticos listados e organizados por tipo, preço, distância etc etc etc! As semanas seguintes foram as mais l-e-n-t-a-s da vida. Eu só pensava em mergulhar naquele mar azul-meu-deus-como-pode-ser-tão-lindo!? Mas a espera valeu à pena.

A ilha funciona perfeitamente e não há clima de insegurança. Os táxis do aeroporto à zona hoteleira são tabelados. Nos hotéis se fala inglês, espanhol, holandês e papiamento (dialeto local) fluentemente.

Os passeios turísticos também são tabelados e todos, absolutamente todos, valem à pena. Há opções para todos os gostos: com crianças, para casal, para curtir, para relaxar. De todos os que fizemos, o ‘all day’ no Arikok National Park foi o mais encantador. Você começa o dia num agradável passeio pela ilha para conhecer o ‘dunkey sanctuary’, onde você pode pagar aquele mico e fazer os burrinhos comerem na sua mão; parar para um mergulho na piscina natural; almoçar num restaurnte típico da região e terminar o dia um ‘rali’ de jipes pelas dunas (com bastante emoção, claro!).

Heresia da minha parte não mencionar a praia mais linda que já estive na vida: Baby Beach, com areias claríssimas e finas, mar quente e transparente e sem nenhuma perturbação. Parece que os nativos sabem que lá é uma espécie de santuário onde os turistas vão para recarregar as baterias (e respeitam muito isso!).

À noite, bares e restaurantes começam a funcionar cedo. A balada não é longa, a graça da ilha está na tranquilidade que não temos hoje nos grandes centros urbanos. Ali não tem correria, não tem mal humor. A melhor lição de vida que tive foi em um dos passeios, enquanto o guia nos explicava como viviam os Arubiano:

“Em Aruba, temos um estilo de vida conhecido como “nosso jeito de viver”. E é um jeito bem difícil, meu amigo…: sem estresse, sem pressa. E se você tem algum problema hoje, não se preocupe. Você vai resolvê-lo, mais cedo ou mais tarde.”

E foi assim que terminei minha estada na ilha, com a melhor lição de vida dos últimos tempos: a gente se preocupa demais, com coisas pequenas demais. Seja prático, reflita e tome uma atitude. Você é mais capaz do que imagina. (Eu não fui parar em Aruba?!)

E Curaçao? Fica para o próximo capítulo de uma das férias mais inesquecíveis que tive até hoje.

Serviços:

Como chegar: Cia Aérea Gol, com voos partindo de São Paulo, com conexão em Caracas ou Panamá.

Tempo de viagem (SP x Aruba): 5h30.

Táxi aeroporto x zona hoteleira Palm Beach: $30.

Moeda local: Florim Arubiano (1 Real = 0.74786 Florins), mas o dólar é aceito correntemente. Evite usar nota de $100, pois não há boa aceitação. Todos os cartões são largamente aceitos.

Para quem gosta de comer bem, procure restaurantes que ofereçam comidas locais, como o Old Fisherman (o restante é muito ‘americanizado’ e com gosto de plástico). Média valor / refeição: $50 por pessoa.

Média valor / passeio: $120 por pessoa (all day).

Compras: feirinha do centro da cidade. Os shoppings e centros comerciais têm muitas lojas com grifes famosas e joalherias.

Quando ir: chuvas são raras. Faz sol em todos os meses do ano e você é sempre bem-vindo.

Vacinas: é preciso se vacinar contra febre amarela mas, apesar de ter tomado, não me pediram comprovante em nenhuma situação.

O Sport Chic vem com tudo!

A gente está sempre de olho nas tendências das semanas de moda pelo mundo. Além disso, a moda das ruas também não sai do radar. E para as próximas estações o Sport Chic volta com tudo!

Serão figurinhas fáceis nos looks das fashionistas os tênis esportivos, camisetas com números e listras, mochilas, bonés. Mas tudo misturado com acessórios cheios de glamour: carteiras, maxi colares, salto alto…

E aí, curtiu a mistureba?

Fotos: Pinterest

Tem na loja!

Está chegando o fim de semana… E toda mulher merece um visual novo pra baladar por aí…

A novidade das lojas é o vestido com recortes estratégicos. Must have da estação, ele ainda é dois em um: fica super bem pra compor um look de trabalho e te deixa estilosa pra sair a noite.

Caiu na rede: Maquiagem-Arte

Todo mundo dá seu jeitinho na hora de fazer a make… E tem sempre aquela amiga profissional, ou que entende mais dos produtinhos de beleza… Mas essa moça foi muito além!

O sucesso da internet é Lucia Pittalis. Ela faz transformações incríveis no próprio rosto e consegue reproduzir praticamente qualquer famoso ou super estrela! É impressionante, confira: